Como fortalecer os laços entre sua escola e as famílias?

Atualizado: há 7 dias

Gestão do capital humano. Até soa estranho esse conjunto de palavras, não é mesmo? No dia a dia é muito comum ouvirmos no ambiente escolar “Gestão de Recursos Humanos” e “Gestão financeira da instituição”, mas não essa tal de gestão do capital humano.

Dicas para fortalecer o relacionamento entre escola e famílias no momento atual de pandemia

Afinal de contas, o que é Gestão de Capital Humano?

Por definição, o capital humano diz respeito às pessoas e seus conhecimentos, habilidades e experiências dentro de uma instituição. Com a boa gestão, os resultados para a escola vão desde a redução do estresse e de conflitos no trabalho, até uma retenção maior de talentos, sejam eles professores ou qualquer outro funcionário do corpo escolar.

Agora as coisas fazem mais sentido, não é mesmo? Você provavelmente já tem algum tipo de controle ou ritual de valorização do time para manter a harmonia no ambiente escolar. Caso ainda não tenha, não se preocupe! Temos um texto que pode te ajudar com isso: “5 erros que você não deve cometer na gestão escolar”.

Agora que já entendemos bem o que é a gestão do capital humano e relembramos a sua importância para o bom funcionamento do ambiente escolar, vamos falar sobre um outro tipo de relacionamento muito importante: entre sua instituição de ensino e as famílias.

Percebam que "relação" vai ser um ponto-chave aqui para a boa gestão. Aliás, você tem estratégias de relacionamento com os familiares dos alunos? Já parou para pensar nisso?

Em alguns casos, é fácil de nos enganarmos ao achar que a escola deve gerenciar apenas o relacionamento com os estudantes e os professores, mas vai muito além disso. É necessário que a escola e o gestor escolar cativem cada vez mais a relação com as famílias. Caso contrário, esse laço se limitará a momentos de cobrança ou reunião de pais, que nem sempre são tão agradáveis.


1. Por conta da pandemia, estamos vivendo um momento de evasão escolar recorde. Somado a isso, de acordo com Leonardo Nascimento, sócio-fundador da Urca Capital Partners, o boleto escolar se tornou o melhor meio de pagamento para deixar em atraso, o que explica os elevados níveis de inadimplência em diversas instituições de ensino. Acontece que parte dessa inadimplência e evasão escolar poderia ser evitada em escolas com laços fortes ligados aos responsáveis financeiros. Concorda?

As famílias provavelmente pensariam duas vezes e em alternativas para não terem que tomar medidas tão drásticas, como tirar o estudante da escola, por exemplo. A boa relação conta muito aqui.

Além disso, esse laço forte faz com que os familiares pensem duas vezes antes de tomar uma atitude que impacte a instituição de ensino. Também é um fator que abre margem de conversa para as famílias e a escola solucionarem juntas uma situação tão delicada. Talvez essa seja a questão mais importante. A boa gestão do relacionamento gera união e empatia em momentos difíceis, principalmente.

E, ainda, o fator “relação” também pode ser um grande aliado para a redução da inadimplência. Ninguém quer prejudicar alguém de quem gosta, sendo assim, algumas famílias poderiam reavaliar a situação na hora de priorizar os pagamentos no fim do mês. Até porque o não pagamento impacta diretamente na qualidade do ensino dos alunos, mas isso nem sempre é tão óbvio. Caso tenha interesse em se aprofundar mais nesse assunto, te convidamos a ler o nosso texto: “Como cobrar mensalidades atrasadas na sua escola?”.


2. É interessante lembrarmos aqui que a relação da instituição de ensino com os estudantes não acaba na saída da escola. Deve continuar na casa de cada um.

A educação transmitida pela escola e pelas famílias são extremamente complementares e é necessário que haja uma aproximação e uma conversa maior entre elas. Sendo assim, a escola precisa conquistar a confiança dos responsáveis para poder contar com essa colaboração no processo de ensino.


Separamos aqui cinco dicas que vão te ajudar a engajar as famílias com a sua instituição de ensino, durante o período de distanciamento social:


1. Seja transparente

Lembra-se que falamos que “relação” ia ser a palavra-chave aqui neste artigo? Pois é! Uma das bases para um relacionamento dar certo é a transparência e honestidade. Estamos em um momento delicado em que muitas famílias ainda sentem dúvidas sobre o modelo EAD e estão constantemente questionando os valores de mensalidade, etc. O silêncio é o grande inimigo aqui.

É muito provável que você esteja fazendo de tudo para isso dar certo, mas não é tão óbvio assim para alguns responsáveis financeiros. Por isso, os gestores escolares e a escola devem ter uma comunicação extremamente transparente do que e do porquê de algumas coisas estarem acontecendo.


2. Seja frequente

Se a comunicação transparente é a chave, a consistência é o que a torna ainda mais poderosa. Não só estamos distantes uns dos outros, como vivemos também em um período de grandes incertezas. É necessário que as instituições de ensino criem estratégias eficientes de comunicação. Para a construção de laços fortes, é essencial o contato frequente!

Caso esteja com dificuldades em manter essa frequência, listamos algumas sugestões que a sua escola pode utilizar para se comunicar com as famílias e manter a boa gestão do relacionamento:

  • Dicas de leitura e séries sobre temas relevantes.

  • Fotos e vídeos das aulas e dos trabalhos realizados.

  • Atualizações semanais sobre a instituição de ensino.

  • Informar como a escola está preparando um ambiente escolar presencial seguro.

Vale ressaltar que sistemas de gestão que permitem um atendimento mais humanizado, podem vir a ser grandes aliados neste momento.


3. Realize workshops, palestras e debates

Além da possibilidade de trazer temas relacionados à educação, esta é uma forma muito poderosa de engajamento orgânico que a escola pode usar com as famílias. A instituição de ensino não só está se aproximando, como está sendo extremamente relevante para os familiares neste momento, oferecendo um conteúdo construtivo e que foge do padrão. Um ponto chave aqui é que a escola deve trabalhar com horários convenientes e nada melhor do que uma comunicação aberta e saudável para alinhar isso e ter adesão de todos.


Para que a comunidade escolar se engaje com as ações propostas pela gestão e diretoria é essencial que a comunicação na escola também seja eficiente. Por isso, ter uma boa agenda digital faz toda a diferença. O ClassApp, por exemplo, auxilia as escolas no engajamento com as famílias, pois oferece um ambiente seguro, ágil e moderno para a comunicação.


4. Organize campeonatos (mas pense fora da caixa!)

Videogames e o ambiente online sempre foram vistos como os grandes inimigos e concorrentes do ensino, mas isso precisa mudar! Percebemos com a educação híbrida que esses meios , na verdade, são grandes aliados da gestão educacional.

Além disso, os games online estão tendo um papel importantíssimo de aproximar pessoas nesse período de pandemia. Vale destacar que existem muitos jogos educativos online e gratuitos. Sendo assim, como os campeonatos presenciais estão suspensos, por que não fazer um online e criar um momento super divertido para famílias, professores e alunos?

A sugestão que damos aqui é o Gartic, que é super dinâmico e promove uma interação muito rica. O site oferece gratuitamente desde Stop até Jogo da Forca e jogos de charada com desenhos.


5. Explore cada vez mais as ferramentas digitais

Como os eventos escolares presenciais de exibição de trabalhos estão proibidos, por que não fazer isso de forma digital? Imagine que incrível seria ter uma exposição online com todos os trabalhos e artes para os responsáveis poderem acessar! A escola pode, por exemplo, inovar e utilizar o Instagram para isso.

Em relação a exercícios mais artísticos, como uma peça de teatro, o YouTube é a plataforma perfeita. É necessário improvisar nesses momentos e tirar o melhor da criatividade dos alunos e corpo docente.

Se a Netflix é uma febre hoje em dia, imagine o sucesso que um curta feito na quarentena pelos alunos não teria com os familiares. É essencial que as instituições de ensino pensem fora da caixa nesse momento.


Conclusão

Primeiro entendemos a importância da escola ter um bom relacionamento com as famílias e que isso só se constrói no longo prazo. Depois, vimos que esses laços fortes são capazes até mesmo de evitar a inadimplência e a evasão escolar nesse momento tão incerto, além de ser um forte aliado educacional fora do ambiente escolar.

Aqui no isaac, entendemos que apesar de parecer simples, esse relacionamento e a comunicação contínua, muitas vezes, acabam se tornando missões difíceis, dado todas as tarefas burocráticas e estressantes do dia a dia. Por isso mesmo, surgimos com o propósito de desburocratizar a vida do gestor escolar, proporcionando o tempo que ele realmente merece e precisa para focar no que mais importa: educar!


Pode parecer um sonho, mas realmente é possível que você, gestor escolar, tenha mais tempo livre na sua rotina com isaac, e que os responsáveis recebam um atendimento extremamente humanizado e que fortaleça ainda mais os laços entre instituição de ensino e famílias.


Caso queira conversar com a nossa equipe para saber mais, é só clicar aqui!


Temos um convite para você!

Além de tudo isso, gostaríamos de te convidar para participar do Papo de Escola, que consiste em uma série de conversas 100% gratuitas e online sobre gestão escolar, gestão financeira e gestão educacional de um jeito incrivelmente simples, para que você consiga potencializar a sua atuação e evoluir a cada dia! As vagas são limitadas.


Então, clique aqui para se inscrever agora mesmo e conquistar seu certificado de gestor escolar do futuro.

90 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo