Planejamento financeiro estratégico para escolas

Atualizado: há 7 dias

Entenda o que é, qual sua importância e benefícios e, ainda, confira dicas práticas de como implementá-lo de maneira eficiente em sua instituição de ensino


Planejamento financeiro estratégico para escolas

O planejamento financeiro é um dos pilares mais importantes para uma gestão escolar de sucesso. Afinal, com ele é possível ter uma visão consistente sobre a saúde financeira do negócio, traçar as prioridades e tudo o que deve ou não deve ser feito em relação a gastos e orçamento em todo o ano letivo.


É um fator indispensável para todas as instituições de ensino, seja para aquelas que estão com seu caixa em vermelho, precisando identificar formas de reduzir seus gastos e inadimplência e aumentar o faturamento, mas também para aquelas que estão com a saúde financeira em dia, tendo a necessidade de saber como direcionar seus recursos e fazer melhores investimentos.


Ou seja, sem elaborar um planejamento financeiro eficiente, é como se você estivesse “andando no escuro”, sem saber exatamente quais decisões são adequadas ou que podem trazer prejuízos ao desenvolvimento da sua escola.


Tendo em vista o cenário atual de crise econômica e incertezas, que trouxeram grandes desafios ao mercado educacional, o tema “planejamento financeiro estratégico nas escolas” se mostrou ainda mais relevante. Pensando nisso, elaboramos este artigo para explicar o que é planejamento financeiro, qual é a sua importância e benefícios na gestão escolar e, ainda, revelamos dicas práticas para você implementá-lo no dia a dia.


Então, se você ficou interessado pelo assunto e/ou quer conferir orientações incríveis para tornar a gestão da sua escola ainda mais incrível, continue lendo abaixo.


Boa leitura!



O que é e para o que serve o planejamento financeiro nas escolas?


O planejamento financeiro pode ser definido como um conjunto de ações e ferramentas que buscam organizar e gerenciar os recursos financeiros, com o objetivo de cuidar da saúde financeira e potencializar os resultados das instituições de ensino, garantindo de forma sustentável o cumprimento das metas estipuladas para curto, médio e longo prazo.


Ao controlar o faturamento mensal da sua escola, por meio do planejamento financeiro, é possível ter uma visão ampla sobre os gastos, despesas e investimentos que serão feitos em cada período. Assim, você gerencia as finanças para suprir todas as necessidades, sem deixar que falte dinheiro no caixa no fim do mês.


Dessa forma, pode-se dizer que o planejamento financeiro serve para acompanhar e manter a saúde financeira atual, garantir que os resultados financeiro-econômicos projetados para os próximos meses sejam alcançados e evitar crises em situações de imprevisto, como ocorreu em grande parte das escolas brasileiras durante a pandemia do novo coronavírus.



Qual é a importância e os benefícios do planejamento financeiro nas escolas?


Ter um planejamento financeiro consistente é um fator indispensável para o sucesso de uma escola e que afeta de forma positiva na produtividade de todas as atividades essenciais ao bom desempenho da instituição, desde a área pedagógica até o setor de compras.


Uma boa gestão financeira é extremamente importante para que possa visualizar de maneira clara e objetiva quanto dinheiro entra por mês no caixa, qual o valor da folha de pagamento dos colaboradores, qual a quantia reservada para pagamento de fornecedores e, ainda, prever em quanto tempo será possível alcançar determinada meta, como a reforma da quadra poliesportiva e expansão das salas de aula, por exemplo.


Assim, você, gestor escolar, consegue manter e alavancar o desenvolvimento da sua escola sem passar por apuros ou sufocos financeiros quando ocorre o aumento da inadimplência ou em caso de qualquer outro imprevisto.


Então, abaixo, preparamos uma lista com alguns dos principais benefícios de implementar um planejamento financeiro eficaz em sua instituição de ensino. Confira!


Moderação de custos


Como já falamos anteriormente neste conteúdo, o planejamento financeiro permite que você enxergue de forma ampla os custos de todos os produtos e serviços contratados por sua escola. Sendo assim, é possível buscar fornecedores com melhor custo-benefício, implementar ações para reduzir custos fixos, como contas de água e luz, por exemplo, além de entender se determinado gasto ainda faz sentido com a realidade do negócio ou se é viável excluí-lo das despesas.


Direcionamento para tomada de decisões


O planejamento financeiro auxilia no direcionamento de decisões futuras em relação a investimentos, como melhorias na estrutura da escola. Isso faz com que o nível de satisfação de alunos e responsáveis seja elevado, potencializando assim a retenção, bem como a atração de novas matrículas. Isso também impacta em decisões mais precisas, minimizando possíveis erros na gestão.


Redução de crises e sufocos financeiros


Planejar e acompanhar as finanças faz com que sua escola evite passar por grandes crises econômicas. Afinal, ao controlar os gastos e ter dinheiro sempre em caixa dá mais independência e tranquilidade, fazendo com que seu negócio esteja sempre preparado para superar os imprevistos em todos os cenários.


Controle da inadimplência


Em função da rotina turbulenta dos mantenedores e gestores escolares, muitas vezes o acompanhamento do nível da inadimplência acaba ficando de lado. Portanto, o planejamento financeiro te ajuda a saber exatamente qual é o seu faturamento mensal e, consequentemente, visualizar a sua taxa de inadimplência de maneira mais simplificada. Com isso, você consegue implementar ações para controlá-la, não deixando que isso atrapalhe o crescimento da sua escola.



Como criar um planejamento financeiro estratégico na escola?


Agora, que você já conferiu o que é planejamento financeiro, como ele impacta no desenvolvimento da sua escola e quais são as suas vantagens, reunimos neste tópico do artigo os passos essenciais para manter sua escola saudável financeiramente, gerenciando o orçamento e verificando se as metas estipuladas estão sendo alcançadas dentro dos prazos, garantindo assim a competitividade de sua instituição no mercado.


1. Defina objetivos e metas


Como o primeiro passo, de grande importância, faça a definição de objetivos e metas mensais para satisfazer as necessidades financeiras da escola e, claro, os imprevistos.


Mas, para isso, é essencial lembrar: as metas precisam ser realistas. Estabelecer objetivos irreais, que não estão alinhados à situação da escola, faz com que as expectativas não sejam alcançadas, gerando frustrações e fazendo com que o planejamento financeiro caminhe para uma direção equivocada. Sendo assim, os gestores escolares devem avaliar seus números e elaborar metas sustentáveis baseadas nesses resultados.


Veja alguns exemplos:


. estratégia para reduzir em 50% o número de inadimplentes

. fazer uma pesquisa sobre a demanda por aulas extracurriculares

. aumentar em 30% o número de novas matrículas para o próximo ano letivo


2. Considere todos os tipos de cenário


Como forma de orientar suas metas e investimentos, que fazem parte do planejamento financeiro, os gestores escolares devem estar atentos aos diferentes cenários que podem impactar sua instituição, desde o melhor até o pior resultado.


Na maioria dos casos, é recomendado simular as projeções com base em três cenários, sendo eles:


. com base em resultados acima da média

. com base em uma receita bem inferior ao que se imaginava

. com base no que seria um cenário mais comum, de acordo com os últimos períodos.


Ou seja, ao analisar cada uma dessas possibilidades e ter estimativas, torna-se mais fácil e viável se preparar para enfrentar diferentes situações, justamente para que os gestores não sejam surpreendidos, principalmente se algo der errado ou sair bastante do planejado.


3. Faça um levantamento dos recursos disponíveis


Explicamos acima que a definição de objetivos e metas é um passo extremamente importante, mas vale dizer que nada adianta fazer essa definição sem antes checar se a escola tem realmente recursos suficientes para alcançar o que foi planejado.


Ter consciência e conhecimento sobre as condições financeiras atuais é essencial para fiscalizar a possibilidade de gerar mais receitas. O mantenedor/gestor deve examinar as finanças e determinar uma quantidade regular e periódica reservada aos investimentos.


Portanto, para realizar determinada ação, a instituição deve reservar um valor específico e, enfim, destiná-lo à atividade proposta. E, para isso, quanto mais atualizadas e organizadas as finanças estiverem, mais completo será o controle de receitas e despesas como um todo.


4. Tenha previsibilidade da receita


No planejamento financeiro estratégico da sua escola, é realmente fundamental ter previsibilidade da receita mensal para prever - sem sustos - se o orçamento conseguirá cobrir todas as despesas e investimentos para alcançar as metas.


Para tornar isso incrivelmente simples, isaac chegou. Seu parceiro em Gestão Escolar do Futuro garante sua receita todo mês, sem atrasos, livre de burocracias e com total transparência. Além disso, também proporciona mais meios de pagamento digitais para os responsáveis.


Assim, você não precisa mais se preocupar com a inadimplência e tem sempre recursos disponíveis para realizar melhorias em sua escola.


Parece um sonho, mas é realidade!


Diga adeus à dor de cabeça e sinta-se pronta para o futuro da Educação. Para saber mais, clique aqui.


Gostou das nossas dicas?


Esperamos que elas sejam úteis e ajudem a tornar a sua rotina incrivelmente simples. E caso queira conferir mais conteúdos enriquecedores sobre Gestão Escolar, acesse:


. A carga de trabalho aumentou e o bem-estar diminuiu?

. Gestão do Tempo para Gestores Escolares

. Quais os fatores essenciais para uma Gestão Escolar de Sucesso?

131 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo